31
Mai 13
publicado por Tempos Modernos, às 21:29link do post | comentar

 

 

(via arrastao.org)


30
Mai 13
publicado por Tempos Modernos, às 19:19link do post | comentar

Maioria zangou-se com os termos usados pelo PCP e pelo BE para se referirem ao primeiro ano em que em Portugal não se assinala o Corpo de Deus como feriado.

 

O PCP falou em roubo de feriado, o BE falou em direita rançosa.

 


29
Mai 13
publicado por Tempos Modernos, às 15:55link do post | comentar

 

A destempo, também parece que a eventual saída de Jorge Jesus devia ter sido equacionada pelo menos desde o jogo com o Estoril.

 

O técnico devia então ter sido substituído (ao menos temporariamente) pelo Trapattoni.

 

Com um técnico sem nervos e capaz de segurar os resultados, teriam ao menos vencido o campeonato nacional.


publicado por Tempos Modernos, às 15:49link do post | comentar

Além da manifesta incompetência e da crença religiosa numa sociedade a tender para o escravocrática e sem direitos sociais, demonstram ter em fraca conta a criatividade e esforço que serão postos na sabotagem de medidas do género.


26
Mai 13
publicado por Tempos Modernos, às 12:46link do post | comentar

Ricardo Salgado é outro que não se entende muito bem quando se queixa de que portugueses preferem o subsídio de desemprego a trabalhar no Alqueva.

 

Paulo Morais não tem deixado de acusar o grupo Espírito Santo, que Salgado dirige, de ser um dos principais beneficiários das parcerias público privadas que arrecadarão seis a sete por cento dos recursos anuais do Orçamento de Estado.

 

Se é de subsídios que se fala, Salgado não prescinde do seu. Ainda por cima milionário.

 

Em 2012, Salgado pode ter visto o salário descer para os 548 mil euros anuais, mas que importa isso quando se sabe que nem sempre tem sido particularmente rigoroso nas contas?


25
Mai 13
publicado por Tempos Modernos, às 21:58link do post | comentar

 

(Foto tvi.iol.pt)

 

 

Confesso não ter a mínima pena de Rui de Carvalho, autor de uma queixosa carta às Finanças.

 

Só tem o que ao longo de décadas ajudou a semear.


24
Mai 13
publicado por Tempos Modernos, às 19:14link do post | comentar

 

 

Com uma entrevista ao Jornal de Negócios, Miguel Sousa Tavares corre o risco de, inadvertidamente, ter iniciado um movimento imparável de derrisão destrutiva de Cavaco, o Presidente da República.

 

Na blogosfera de maior audiência (aqui, aqui, aqui, aqui) e nas redes sociais vão surgindo mais candidatos a inquérito da Procuradoria. E o mundo também já deu pela coisa.

 

Para muitos, a manifestação de amanhã, convocada pela CGTP para Belém e pedindo a demissão do Governo, ganha um novo atractivo.


23
Mai 13
publicado por Tempos Modernos, às 13:30link do post | comentar

Assim de repente, ocorrem-me quatro conceitos/termos/expressões sistematicamente utilizados nos jornais com significados muito diferentes daquilo que realmente querem dizer: colaborador, assertivo, mãe solteira e sexo explícito.

 


publicado por Tempos Modernos, às 11:08link do post | comentar

 

Um dos derradeiros intérpretes de uma certa tendência da música francesa.


20
Mai 13
publicado por Tempos Modernos, às 17:30link do post | comentar

Com Cavaco decididamente não dá. O algarvio é como um Benfica em fim de campeonato. Há sempre uma qualquer areia a emperrar-lhe a engrenagem. Nada lhe sai bem.

 

O Conselho de Estado - de cuja marcação se soube através da inconfidência de Marques Mendes, sem que outros conselheiros tivessem sido informados - foi marcado para o Dia dos Açores. Vasco Cordeiro, presidente do Governo regional, não assiste à reunião, pois claro.

 

Há muito que Carlos César usa com Cavaco uma linguagem musculada. Mas, mesmo que o antigo presidente do Governo regional açoriano se queira posicionar na corrida a Belém, não foi ele que marcou a data.

 

A data escolhida não evidencia apenas incompetência dos serviços da Presidência. Mostra também a atenção que autonomias e unidade nacional merecem ao actual inquilino de Belém. Logo ele que, em 2008, alarmou os portugueses ao decidir falar-lhes em directo sobre o Estatuto Político-Administrativo dos Açores - único assunto que em dois mandatos lhe mereceu tal dramatização.

 


mais sobre mim
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

16
18

19
21
22

27
28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO