01
Jun 13
publicado por Tempos Modernos, às 09:59link do post | comentar

"Não há alternativa a mais austeridade", diz à TSF, um tipo que é vice-presidente da Galp. A empresa é uma das energéticas que a autoridade da concorrência (e o Governo) deixam fixar dos preços dos combustíveis mais altos da Europa.

 

Continua sem se perceber muito bem que motivo levará a que estas figuras tenham tanto interesse para os jornais. A comunicação social teima em dar-lhes largo espaço para dizerem o que lhes apetece sobre a situação de catástrofe política e económica em que o país vive. 

 

Palha da Silva é mais um cuja preocupação com o bem comum é uma questão marginal. Ouvir sobre a situação do país alguém cujo preocupação é assegurar os lucros mais altos possíveis para a empresa onde trabalha, é assim como se se fosse pedir ao Pinto da Costa para comentar a contratação do Jorge Jesus pelo Benfica.

 

 

 


mais sobre mim
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

20
21

24
25
27
28
29

30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO