14
Jun 13
publicado por Tempos Modernos, às 12:25link do post | comentar

Marya Skylakou não aderiu à greve contra o fecho da ERT, estação pública de rádio e televisão grega, lê-se hoje no Público:

 

"Centenas de milhares de pessoas perderam o emprego, por que é que havia de protestar por causa da ERT? [...] O funcionário mais baixo de lá ganha num dia o que eu ganho numa semana".

 

O discurso de Maria Skilakou, "funcionária num café" grego, tem um único problema. Ela só tem a ideia de que alguns funcionários da ERT ganham num dia o que ela ganha numa semana (obviamente, apenas pivôs e estrelas) por existir quem dê notícias.

 

Sem informação e canais como o ERT, nunca saberia que centenas de milhares de pessoas perderam o emprego.

 

Maria Skilakou não aceitará que lho digam, é quase sempre assim, mas demissionismo, vistas curtas e umbiguismo cívicos fazem tanto pela actual situação como uma clique de governantes corruptos ou irresponsáveis.


mais sobre mim
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

20
21

24
25
27
28
29

30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO