25
Mar 14
publicado por Tempos Modernos, às 19:07link do post | comentar

Primeiro, a ideia de sortear automóveis entre os pedidores de facturas é pacóvia e só podia ter saído das cabecitas de patos bravos.

 

Depois, aumenta as importações, o que joga mal com uma muito auto-publictada aposta governamental.

 

Por fim, quem ganha com a coisa volta a ser a Alemanha que lá consegue vender em Portugal mais meia dúzia de unidades automóveis.

 

E nem sequer são carros que saiam da Auto-Europa.

 

Simbólico, mas ainda assim absolutamente revelador de um certo quadro de indigência mental.


A ideia não é pacóvia, é vitima da vassalagem que tem que se prestar.

O programa e-factura e uma coisa que estou de acordo a 200%.
Finalmente quando deixo 20 euros em IVA ao vendedor para ele entregar ao estado, tenho uma forma de dizer ao estado que os deixei.
Como funcionário público, e como classe única vitima de tudo isto (juntamente com os reformados) incito todos os colegas a aderirem a 200% ao registo de facturas.
Verifiquem as facturas registadas em vosso nome e constatem como eu a pouca vergonha que vai neste pais em relação à cobrança de impostos !
De grandes empresas não aparece uma única factura !!!!

Ponham a boca no trombone !
paulo a 26 de Março de 2014 às 12:32

mais sobre mim
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14

20
21
22

23
24
26
28
29

30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO