10
Jul 16
publicado por Tempos Modernos, às 14:11link do post | comentar

Quinta-feira, num editorial do Público escreveu-se acerca d'"O erro que deu «mil saddams» ao mundo". O texto veio a propósito das acusações contra Tony Blair feitas pela comissão que investigou a participação britânica na invasão do Iraque de 2003.

 

Desmemoriados, esqueceram-se de olhar para o umbigo e referir os muitos editoriais de José Manuel Fernandes - o director da casa que, à epoca, tanto defendeu a posição pró-guerra saída da cimeira das Lajes.

 

Depois de ter deixado o diário sob fumos de conspiração, Fernandes tornou-se publisher de um projecto financiado por gente amiga de Durão Barroso. A coisa teve como primeiro director  aquele que foi assessor de imprensa do primeiro-ministro Durão Barroso, o mesmo jornalista que agora assumirá a direcção do Público.

 


mais sobre mim
Julho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
20
22
23

24
27
28

31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO