28
Jan 17
publicado por Tempos Modernos, às 10:21link do post | comentar

Os 25 dias de férias, entretanto retirados, foram usados por Bagão Félix como alegada compensação por uma série de modifcações do Códogo de Trabalho favoráveis à parte patronal.

 

Numa pesquisa na rede acerca do tema,surgia imediatamente um comparativo europeu e mundial feito pela publicação digital paga por um par de empresários, amigos de Durão Barroso, primeiro-ministro aquando da ideia.

 

Lá se explica, com gráficozinhos e tudo, como Portugal terá mais dias de férias do que outros países. Esquecem-se é de explicar o como e o porquê de se ter chegado a estes dias de férias e com que justificação isso foi feito na altura. Ninguém sugere é a reposição dos direitos tirados aquando da abertura da possibilidade (mediante antiguidade e assiduidade) de gozar 25 dias possíveis, - possibilidade entretanto eliminada.

 

Na mesma linha noticiosa, mais evangelizadora do que noticiosa, uma televisão repetia ontem à noite, sem o enquandramento histórico, os mesmos argumentos e números da publicação digital dos moços do Compromisso Portugal.


mais sobre mim
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

17
21

22
23
24

30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO