22
Fev 12
publicado por Tempos Modernos, às 11:55link do post | comentar

 

António Galvão, o meu camarada repórter de imagem da TVI que captou uma conversa entre Vítor Gaspar e Wolfgang Schauble, foi castigado pela União Europeia por ter feito o que um jornalista tem a fazer.

 

O interesse público da conversa é relevante, a contradição entre o discurso interno de Gaspar e a sua postura externa também.

 

Estou-me completamente nas tintas e marimbando - e o código deontológico dos jornalistas também, veja-se o artigo 9º (pdf) - para a regra imposta pelo poder de Bruxelas, impedindo os jornalistas de recolher mais do que as imagens dos governantes europeus.

 

O que têm a dizer sobre isto as organizações internacionais da classe?

 

Nota: Em crónica publicada em stereo no Expresso Online e no Arrastão, Daniel Oliveira fala sobre este assunto. A julgar por boa parte dos comentários, muitos dos seus leitores mostram-se ferozes adeptos do safanão dado a tempo, partidários de uma imprensa que se demita de informar.


mais sobre mim
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

14
15

19
20
21

26
27
29


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO