02
Dez 11
publicado por Tempos Modernos, às 17:22link do post | comentar | ver comentários (1)

 

Quando se pede consenso, o mínimo que se espera de quem o propõe é credibilidade.

 

Paulo Portas - que em tempos foi anti-europeísta por que sim e não por convicção - quer agora que os portugueses se rendam ao diktat Paris-Berlim.

 

Serão os mesmos portugueses que antes quase ninguém quis ouvir quando se aprovaram os tratado de Maastricht e de Lisboa ou a adesão ao euro?

 

E  o dito consenso será pedido em relação a uma coisa gerada pelos mesmos que na Europa nos trouxeram até aqui?

 

Parece mesmo o tipo de projecto que tem tudo para dar certo. Há gente a quem a democracia diz muito pouco.

 


publicado por Tempos Modernos, às 17:19link do post | comentar | ver comentários (1)

 

Ao fim deste tempo todo ainda é notícia que um dirigente de um partido de Governo afirme que "sacríficios podem não valer de nada sem solução europeia".

 

A afirmação de Diogo Feio mostra o nível que atingiu a representação do pensamento político em Portugal. O deputado do CDS-PP tem razão, mas também só chegou agora ao que já toda a gente viu. É estrondoso que nos jornais ainda se considere novidade aquilo que, mais que óbvio, é uma verdadeira lapallisssada.

 

Qualquer dia, informam-nos sobre a separação dos Beatles.


mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
15

19
20
21

25
26
27
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO