03
Dez 11
publicado por Tempos Modernos, às 21:59link do post | comentar | ver comentários (1)

 

Violeta sobre Roberto, ambos irmãos de Nicanor.


publicado por Tempos Modernos, às 21:42link do post | comentar | ver comentários (1)

 

Surpreendente a entrega do Prémio Cervantes a Nicanor Parra.

 

Não pela qualidade intrínseca da obra, mas apenas por, à beira dos 100 anos, o galardão já lhe ter passado tantas vezes ao lado.

 

Junta-se aos também chilenos Jorge Edwards e Gonzalo Rojas, num dos mais importantes prémios literários mundiais.


publicado por Tempos Modernos, às 16:10link do post | comentar | ver comentários (1)

 

O ministro da propaganda foi recebido com vaias no congresso das freguesias.

 

Escassos meses passados sobre a formação,  o Executivo PSD/CDS-PP carrega já sobre os ombros a carga esgotante da governação.

 

Para defender a dama da extinção de autarquias, bem pode repetir à exaustão a ideia feita de que as reformas exigem músculo:

 

"Nunca vi reformas a favor de palmas e de aplausos. As boas reformas são feitas com determinação, com realismo e contra a adversidade." 

 

Está enganado. Não há nenhum motivo para duvidar da boa recepção de reformas discutidas, debatidas e consensualizadas. Progressivas. Que insistam no contrário é que é preocupante.

 

O drama é que Portugal tem pouco tempo. Mas há problemas mais estruturais do que esse. Um deles é o da falta de sentido das realidades de muitos novos governantes. Querem ficar na história, entrar no panteão. Acreditam demasiado nas ideias próprias, paridas em auto-discussões fechadas. Confiam de menos no trabalho daqueles que têm de andar na vida real todos os dias.

 

Talvez não seja má ideia fazer como Santana Lopes sugeriu, mauzinho, há umas semanas, na Prova dos Nove[s], da TVI 24: Os senhores da Troika que vão lá convencer os fregueses. Ainda há pouco, muita gente caiu em cima de Otelo por falar em revolução. Mário Soares voltou a falar dela em entrevista ao jornal i. Só ainda não disseram nada sobre aqueles que ao abrigo da crise, da falta de tempo e do mandato estrangeiro nos querem submeter a outro tipo de golpes de Estado.

 

 


mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
15

19
20
21

25
26
27
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO