05
Dez 11
publicado por Tempos Modernos, às 15:36link do post | comentar | ver comentários (1)

 

Desenvolvidos apenas com meios próprios e sem apoios institucionais, há projectos jornalísticos online bem mais sérios e consistentes que muitos pertencentes a meios de comunicação social convencionais.

 

Só por isso já merecia destaque a nomeação do Porto24 para os Prémios de Ciberjornalismo 2011, na categoria Reportagem Multimédia, com o trabalho 24 Horas de Porto. O vencedor será escolhido dia 7 de Dezembro mas para já pode ir-se acompanhando a votação dos leitores.

 

Depois, declaração de interesses, sigo o projecto desde o seu nascimento. E gosto. Gosto como sempre gostei do trabalho da Ana Isabel Pereira, um dos três jornalistas que em regime de investimento voluntário e apenas com meios próprios mantêm um dos mais coerentes projectos de informação local portugueses.

 

Nascida em Dezembro de 2010, esta rede de informação sobre o Grande Porto inclui um jornal, uma revista de arte, cultura e lazer e um guia de locais.  

 

O primeiro aniversário do Porto24 é celebrado, já este dia 9, com festa no Plano B, no Porto, em colaboração com o espaço e com o Canal 180. Pelo Palco, passarão Sensible Soccers (concerto), Lovers & Lollypops SS, DJ's Yeah! (em DJ Set). Na Sala Cubo, há live act de Dam Mantle (UK) e DJ Set de Tiago (Terrain Ahead).


publicado por Tempos Modernos, às 14:24link do post | comentar | ver comentários (1)

 

A ministra italiana que chora ao falar do aumento da idade da reforma lembra-me aquele piedoso bispo espanhol que benzia o garrote que Franco mandava aplicar.


publicado por Tempos Modernos, às 12:14link do post | comentar | ver comentários (1)

 

O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, renunciou ao salário como governante com a justificação de que a asuteridade tem de ser para todos.

 

A atitude podia ser só demagógica, mas tem contornos mais preocupantes.

 

Primeiro dá o sinal de que é legítimo trabalhar sem se receber. Depois esconde que, ao contrário da maioria, terá outros meios que lhe permitem não morrer à fome, se ficar sem receber durante os meses que durar o seu mandato, como sucessor de Berlusconi, imposto pelos mercados e aprovado por Angela Merkel e por Sarkozy.


publicado por Tempos Modernos, às 10:27link do post | comentar | ver comentários (1)

 

... o facto de saber que um jornal inglês tem uma lista onde duas das nossas escolas de gestão são metidas entre as 40 melhores da Europa.


mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
15

19
20
21

25
26
27
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO