29
Abr 13
publicado por Tempos Modernos, às 20:42link do post | comentar

 

Quando me disseram que o PS tinha escolhido Norte e Sul como tema achei a ideia oportuna e corajosa.

 

Um partido habituado à governação atirar para discussão a fractura entre os países do norte e do sul na União Europeia tinha aspecto de pedrada no charco.

 

Afinal, era o tema, sim, mas tema musical: o da série, com Patrick Swayze como um dos protagonistas, passada pela RTP na segunda metade dos anos 80, quando Portugal se ia estreando nas lides europeias.


publicado por Tempos Modernos, às 19:23link do post | comentar

 

(Foto: público.pt)

 

É absoluta novidade, pelo menos em Portugal, essa de um partido ter maioria absoluta e mesmo assim coligar-se. A declaração foi feita ontem, por  António José Seguro, no XIX Congresso do PS, e é uma espécie de busca da União Sagrada, que tem a seu favor a possibilidade de satisfazer mais sensibilidades eleitorais.

 

Claro que isso depende da geometria escolhida para o alargamento. Há aproximações que em nada modificarão o que já por cá se tem há muitos anos.

 

Um Governo de frente popular seria um caminho diferente. Um Executivo de arco da governação - o mais provável provável - seria mais do mesmo.

 


mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
17
18
19
20

23
26



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO