09
Nov 15
publicado por Tempos Modernos, às 17:21link do post | comentar

A política pensada como simples intriga e chicana partidária, por exemplo, aqui (no título), aqui, aqui.


publicado por Tempos Modernos, às 17:10link do post | comentar

Marques Mendes lá se entreteve ontem a descobrir um vencedor nas negociações à esquerda. Escolheu o Bloco de Esquerda, mas podia ter escolhido o PCP ou o PEV. O objectivo é causar instabilidade na solução governativa negociada pelos esquerdas, preocupar o PS e acicatar aquilo que dizem ser uma inultrapassável e fatal rivalidade entre o BE e o PCP.

O objectivo não é acertar e esclarecer, mas usar o balcão televisivo para fazer valer uma agenda própria e minar a dos outros. Marques Mendes, como Marcelo Sousa, durante mais de uma década, não dá ponto sem nó.

 

 


publicado por Tempos Modernos, às 16:48link do post | comentar

Comunicado lido por Jerónimo de Sousa: "[...] Estão assim preenchidas, pela parte do PCP, as condições que asseguram a derrota do governo PSD/CDS na próxima terça-feira e possibilitam a formação de um governo da iniciativa do PS. Reafirmamos agora, e em definitivo, o que temos sublinhado: há na Assembleia da República uma maioria de deputados que é condição bastante para o PS formar governo, apresentar o seu programa, entrar em funções e adoptar uma política que assegure uma solução duradoura na perspectiva da legislatura [...]

Voz de Jornalista: O PCP o PCP vai o PCP o acordo está para quatro anos? [...] Este acordo que disse que está fechado é um acordo para um ano ou é um acordo para toda a legislatura, para os quatro anos?

Jerónimo de Sousa: Bom eu creio que na intervenção aqui feita fiz um sublinhado que eu considero correponde à sua interrogação. Nós consideramos que estão criadas todas as condições para o PS formar Governo. Existe uma maioria de deputados na Assembleia da República que garante a apresentação do seu programa e a sua entrada em funções para a excecução de que um governo que adopte uma política que crie condição para uma solução duradoura na perspectiva da legislatura

Voz de jornalista: Mas não está a ser claro, Jerónimo de Sousa, é para quatro anos?

Jerónimo de Sousa: Enquanto o regimento não for alterado uma legislatura são quatro anos, obviamente.


publicado por Tempos Modernos, às 16:11link do post | comentar

Repórter televisiva após o anúncio feito por Jerónimo de Sousa do apoio do comité central à constituição de um governo de iniciativa do PS:

 

"Jerónimo de Sousa então a terminar esta conferência de imprensa, uma conferência de imprensa que se pode dizer histórica no nosso país. Pela primeira vez estão criadas as condições para a formação de um governo de esquerda, governo de esquerda que não venceu as eleições."


mais sobre mim
Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
21

22
23
24
27

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO