05
Nov 16
publicado por Tempos Modernos, às 19:58link do post | comentar

O jornal Sol noticia a saída do ministro das Finanças em Janeiro. E outras publicações vão atrás. António Costa reagiu dizendo ser “um disparate completo que o ministro esteja para sair”. Mas o facto está criado e o Público conclui que “Costa segura Centeno”, como se tivessem garantias cruzadas de que a hipótese de demissão de Centeno é um facto insofismável – é o que sugere o verbo escolhido pelo diário. Num Governo só se segura aquele que está para cair.

 

Infelizmente, este tipo de notícia, as que dão conta da dissolução iminente do Executivo do PS, têm sido uma tendência nas publicações do grupo editorial deste que o Governo tomou posse. Têm tido demasiadas manchetes e títulos a confundir desejos próprios com a realidade.

 

Desta vez, pelo que está disponível online, pouco se conclui quanto à consistência da informação veiculada. As fontes estão por identificar. E as declarações citadas que o jornal considera não poderem ser mais explícitas nada têm que ver com a saída de Centeno – que é o título da notícia e manchete do semanário. Falam sim da entrega das declarações de rendimentos e património da administração da Caixa Geral de Depósitos.

 

Às tantas, parte volumosa da informação política portuguesa assenta em factos criados e alimentados pelos jornais como se correspondessem à realidade. Um deixa cair e o outro apanha. Ainda se trata de jornalismo? Fica informado quem só leia as gordas e não esteja preparado para a hermenêutica do que é publicado pelos jornais?

 


publicado por Tempos Modernos, às 14:28link do post | comentar

Voltou-se tudo contra José António Saraiva, pelos atropelos éticos e deontológicos cometidos em Eu e os Políticos.

 

Não se leu uma palavra acerca da ética e deontologia do órgão de comunicação social que transcreveu e publicou passagens referentes a uma das pessoas envolvidas.

 

 


publicado por Tempos Modernos, às 14:09link do post | comentar

"«O que tem acontecido na comunicação social é o acompanhamento de buscas e detenções em directo. Essa informação, naturalmente, tem que partir da investigação criminal», atira a bastonária dos advogados.

«Basta ver uma determinada publicação, que eu não vou aqui referenciar, para todos os dias estar aí transcrito o que a investigação criminal está a fazer», sublinha."


publicado por Tempos Modernos, às 12:44link do post | comentar

Uma vez, em formação, para aí em 2004 ou 2005, falei de políticas de língua com um ex-secretário de Estado das Comunidades. Fiquei chocado com as limitações do seu pensamento. Dentro daquela cabeça, nem uma ideia acerca do assunto. A única coisa que lhe ocorria era fazer um portal dedicado ao português.

 

Lembrei-me por causa disto.


publicado por Tempos Modernos, às 12:41link do post | comentar

Almoçar na Biblioteca Nacional lembra-me sempre a piada de Woody Allen: a comida é má e, ainda por cima, as doses são muito pequenas.


publicado por Tempos Modernos, às 11:36link do post | comentar

Nos últimos tempos, estes três textos de António Guerreiro (aquiaqui e aqui) são os mais importantes que se escreveram acerca do jornalismo português. Ninguém os comentou dentro da classe. O que não admira. São densos e operacionais, modos em que jornalismo e jornalistas não se revêem.

 

 

 

 


publicado por Tempos Modernos, às 11:32link do post | comentar

Lido no blogue de Estrela Serrano, professora do ensino superior e antiga assessora de Mário Soares:

 

"Pior que isso é esse debate ser sobretudo alimentado por jornalistas e comentadores através de títulos e manchetes bombásticos que depois de esprimidos resultam em nada. Desta vez não são as redes sociais, é o jornalismo tradicional a alimentar um debate viciado."


publicado por Tempos Modernos, às 11:31link do post | comentar

O jornalismo português só se corrige quando os jornalistas disserem o nome dos colegas que não fazem jornalismo mas sim outra coisa qualquer.

Tramado, que muitos desses são promovidos e elogiados. Numa corporação individualista são vistos como paradigmáticos e identificados com o sucesso.


mais sobre mim
Novembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

16
17
18
19

20
21
22
25
26

28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO