26
Fev 13
publicado por Tempos Modernos, às 12:42link do post

 

 

(Foto: britannica.com)

 

Em Itália, Mario Monti, o ai Jesus da gente responsável e credível, conseguiu ficar em quarto lugar nas eleições legislativas.

 

Os jornais falam de instabilidade, não se percebe muito bem porquê. Nos mais de 150 anos com que conta desde a Unificação conseguida por Vitor Emanuel II, nunca a Itália teve outra realidade que não a da pulverização eleitoral.

 

De qualquer forma, a coligação mais votada sai reforçada por um prémio de majoração, estabelecido pelos legisladores, que desvirtua a proporcionalidade e lhe atribui uns deputados extra para atingir a maioria. 

 

Não se espere substanciais mudanças das políticas até agora seguidas. Mas se pelo mau exemplo que dá (ao derrotar também Mário Monti, o governante imposto pela alta finança) servir de modelo a outros países e assustar quem manda na União Europeia talvez seja do melhor que aconteceu nos últimos tempos ao continente.

 

 


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22

24
27


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO