11
Mar 11
publicado por Tempos Modernos, às 23:29link do post

 

 

 

Ainda gostava de saber que vantagens no combate ao déficit terão as mexidas no mercado de trabalho pedidas pela Comissão Europeia de Durão Barroso e pelo BCE conduzido por alemães.

 

Na altura em que o Executivo do PS anuncia novas medidas no âmbito do PEC, o Jornal de Negócios ouviu alguns economistas que defendem que Portugal tem de pedir 80 mil milhões de euros ao fundo de resgate.

 

A excepção é João Ferreira do Amaral, que foi ministro de Sá Carneiro.

 

Em entrevista recente dada ao i, e conduzida por Ana Sá Lopes e Nuno Aguiar, lembrou-se que o ex-assessor económico dos presidentes Soares e Sampaio foi o único fora da área do PCP (e, acrescento eu, do Bloco) a criticar a adesão ao Euro, e a dizer que a economia portuguesa não tinha condições para se adequar aos níveis de competitividade exigidos pela moeda única.

 

Vai continuar-se a ouvir os que nos conduziram à crise ou passar a escutar quem alertou para o que aí vinha?

 

 

 

 


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10



29
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO