Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Uma história mal parida

por Tempos Modernos, em 12.04.12

 

Que António Costa se colocou em campo na corrida para secretário-geral do PS é mais que evidente desde o caso da mudança dos estatutos no PS.

 

Na ocasião, o presidente da câmara lisboeta aproveitou a tribuna da Quadratura do Círculo para lançar duras críticas a Séguro. A corrida a Belém parece para já estar posta de parte.

 

Hoje, foi o centro das atenções por causa da mal-contada história da sua visita à Maternidade Alfredo da Costa (MAC), na altura em que endurece o mobvimento contra o fecho desta unidade hospitalar.

 

A detalhada notícia, depois desmentida, da RTP dando conta do cancelamento de uma visita de Costa à MAC está muito mal contada. Só depois de confirmar muito bem as fontes se vai para o ar com a informação de que de que uma Administração Regional de Saúde proibiu uma visita do género desta.

 

Costa sai bem da fotografia. Paulo Macedo também. Resta saber que sorte terá a Maternidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:37

Premiar o quê?

por Tempos Modernos, em 18.12.11

Subscrevo de uma ponta a outra este post dos Ladrões de Bicicletas. E em relação a quem fez a escolha ainda repito o que já antes escrevi

 

Com exemplos como este, de Isabel Vaz, bem pode Maria de Belém Roseira embarcar no habitual e disseminado discurso sexista e paternalista sobre uma especificidade feminina no mundo empresarial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:42

Partidos homenageiam obra de Erich Maria Remaque

por Tempos Modernos, em 06.12.11

 

O que espanta neste caso da substituição de administradores hospitalares do PS por boys do PSD e do CDS-PP não é que as moscas mudem ou que haja gente que se indigne.

 

O que espanta é que ainda haja quem fique surpreendido.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:50

O paludismo em Portugal

por Tempos Modernos, em 26.11.11

 

Para já, os mesmos jornais que não souberam informar que vinha aí uma crise sossegam-nos quanto aos riscos dos mosquitos portugueses.

 

Parecem esquecer-se de que o paludismo nos arrozais portugueses foi endémico e que até se trouxeram escravos africanos para os trabalhar, por estarem mais habituados aquele tipo de mosquitagem.

 

Os campos do Mondego, do Soraia, Setil, Muge, Alcácer do Sal, Palmela são alguns dos sítios a pôr sob vigilância. O Carvalhal e a Comporta, às portas do empreendimento turístico de Tróia, talvez tenham mais sorte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:29

Maldita parteira que o aproveitou

por Tempos Modernos, em 08.11.11

 

Anda de tal maneira distribuída a capacidade intelectual destas criaturas meritórias que o Governo nomeia para grupos de trabalho que um tipo tem de ter algum cuidado para não cair na ofensa quando fala delas.

 

José Mendes Ribeiro, coordenador do Grupo Técnico para a Reforma Hospitalar (um economista, pois claro, queriam o quê? Alguém que percebesse de cuidados de saúde?), defendeu o regresso aos partos domésticos.

 

As declarações do senhor têm ao menos uma vantagem. Ao pagar a especialistas destes, toda a gente percebe logo como o Ministério da Saúde aplica mal o dinheiro dos contribuintes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:44

A morte europeia

por Tempos Modernos, em 17.09.11

 

Há umas semanas a SIC-Notícias transmitiu Dividocracia, um documentário onde se dizia que a esperança média de vida se reduzia em entre cinco a dez anos nos países submetidos a intervenções do FMI.

 

Na Grécia, a farmacêutica Roche já cortou o fornecimento de medicamentos. Em Portugal, o colégio de Oncologia da Ordem dos Médicos reclama mas é esse o cenário que está em cima da mesa.

 

Entre violar as patentes e deixar morrer alguém por falta de medicação não deveria haver grandes dificuldades de opção. Infelizmente, os governantes europeus já mostraram bastas vezes para quem governam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:51

Esta governação mata

por Tempos Modernos, em 03.09.11

 

Há tempos, na SIC, no documentário Dividocracia avançava-se que nos países onde tem havido intervenções do FMI a esperança média de vida cai entre cinco a dez anos.

 

O ministro da parcerias público-privadas de saúde, Paulo Macedo, menina dos olhos de tanto comentador de jornal, já avisou que os cortes na saúde vão diminuir o número de transplantes, como descobri via Jugular (aqui e aqui).

 

Transplantar vai forçar a fazer ainda mais escolhas. Zé Pedro seria elegível dentro dos novos critérios que vão pedir aos clínicos para elaborar?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:01

Ao menos clarifica as águas

por Tempos Modernos, em 26.07.11

Paulo Macedo assumiu-se como ministro do Sistema de Saúde e não apenas do Serviço Nacional de Saúde.

 

Mas havia dúvidas? Não era ele o vice do BCP para os seguros de Saúde?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:36

Prisão traz benefícios de saúde

por Tempos Modernos, em 23.06.11

 

Foi neste tipo de modelo de saúde, liberal e privado, que os eleitores portugueses votaram maioritariamente.

 

Seria interessante que ao menos esses fossem confrontados com as políticas que dele decorrem. 

 

Só se safam por haver quem lhes defenda os direitos que nem percebem como alienam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D