14
Nov 16
publicado por Tempos Modernos, às 09:49link do post | comentar

Confesso alguma dificuldade em perceber organizações nacionalistas chamadas Portugal Hammerskins e a identificar os seus recrutas como hangarounds e prospects.


13
Nov 16
publicado por Tempos Modernos, às 12:43link do post | comentar

Para perceber o mundo que cerca Portugal, neste momento um oásis tolerante, interessa publicar um mapa dos actuais governos europeus, com ligações às extremas-direitas xenófobas, autoritárias e anti-imigração:

 

"Repassemos o mapa europeu. A extrema-direita é hoje a força política mais votada em três países da UE (Hungria, Polónia e Bélgica) e na Suíça, onde, escusado será dizer, está no governo com partidos da direita clássica.

 

É o segundo partido mais votado na Dinamarca e na Croácia. Com mais de 10% dos votos, governa com outros partidos civilizados de direita na Finlândia, Letónia, na Bulgária e, fora da UE, na Noruega.

 

Na Eslováquia, melhor ainda, está dentro de uma coligação dirigida por um social-democrata! Hoje com cerca de 1/6 dos votos, a extrema-direita já esteve no governo com democratas-cristãos e/ou liberais na Áustria (onde pode vir a obter a Presidência da República) e na Holanda.

 

Fora do governo, ela é hoje a força mais votada em França, a terceira na Grã-Bretanha, na Suécia e, segundo as sondagens, na Alemanha.

 

E vamos em 15 dos 28 países da UE! Por todo o lado, partidos da chamada direita clássica incorporaram um discurso nacionalista, xenófobo/anti-imigrantes, racista. A sua escolha está feita. Com a extrema-direita pode-se sempre falar de austeridade desde que ela afete apenas as minorias e se se negue a Bruxelas o acolhimento de um só refugiado que seja."

 

Manuel Loff, "A lengalenga do Populismo", in Público

 

 


06
Dez 15
publicado por Tempos Modernos, às 20:12link do post | comentar

marine-le-pen.jpg

 

A extrema-direita venceu a primeira volta das eleições regionais francesas e há jornais a dizer que "França está em choque". Mas está em choque porquê?

 

Mas não foram os franceses que votaram na Frente Nacional ? Se tantos franceses votaram no partido de Marine Le Pen, que razões terá o país onde vivem para estar chocado?

 

De certeza que não aterraram por lá marcianos para trocar as urnas de voto, pois não?


25
Out 12
publicado por Tempos Modernos, às 12:23link do post | comentar | ver comentários (1)

Em princípio, a candidatura de José Castelo Branco à presidência da Câmara de Sintra será um não-assunto.

 

Mas servido e destacado pelas secções rosas da imprensa, corre riscos de se tornar assunto.

 

Para já anunciou o ódio aos partidos e a sua primeira proposta é do foro do racismo: acabar com as lojas chinesas em Sintra.

 


22
Out 12
publicado por Tempos Modernos, às 19:39link do post | comentar | ver comentários (1)

 

(Foto: dn.pt)

 

Os contorcionismos de Portas para se manter no Governo dando a impressão que o CDS-PP nada tem a ver com o orçamento de Estado já tiveram a sua utilidade se abrirem os olhos a alguns eleitores.

 

Espera-se que o eventual apagamento da estrelinha do ministro dos Negócios Estrangeiros não abra caminho a populismos mais graves.

 

Esse é que é o grande risco para a segurança. O despertar dos movimentos nacionalistas na extrema-direita.


mais sobre mim
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO