13
Jun 13
publicado por Tempos Modernos, às 20:21link do post | comentar

Alguns Miguéis Sousa Tavares são mais Carlos Costais que outros.


24
Mai 13
publicado por Tempos Modernos, às 19:14link do post | comentar

 

 

Com uma entrevista ao Jornal de Negócios, Miguel Sousa Tavares corre o risco de, inadvertidamente, ter iniciado um movimento imparável de derrisão destrutiva de Cavaco, o Presidente da República.

 

Na blogosfera de maior audiência (aqui, aqui, aqui, aqui) e nas redes sociais vão surgindo mais candidatos a inquérito da Procuradoria. E o mundo também já deu pela coisa.

 

Para muitos, a manifestação de amanhã, convocada pela CGTP para Belém e pedindo a demissão do Governo, ganha um novo atractivo.


22
Abr 13
publicado por Tempos Modernos, às 22:03link do post | comentar

O grau zero também está atingido quando se ouve uma dramática Clara de Sousa instar Miguel Sousa Tavares a explicar-lhe uma questão económica como se este fosse um vulgar Professor Marcelo: 


- Como é que isto pode ser, Miguel?


13
Mar 11
publicado por Tempos Modernos, às 22:18link do post | comentar

Miguel Sousa Tavares admitiu no Expresso ter sido induzido em erro quanto aos termos do manifesto da Geração à Rasca - que afinal não exigia a demissão de toda a classe política. Tratou também de se pôr à sombra de Mário Soares que errou na mesma medida. 

 

Espero que volte a fazer mea culpa no mesmo canal onde errou, e onde a pivot Clara de Sousa, que costuma entrevistar políticos, ajudou à festa.

 

O exemplo é útil para a classe.


07
Mar 11
publicado por Tempos Modernos, às 20:40link do post | comentar

 

Miguel Sousa Tavares cultiva uma escrita jornalística com tomates, perdoem-me o vernáculo.

 

Infelizmente, há anos que quase só a usa para dizer asneiras. Perde tempo com a defesa do futebol, de causas como o direito a fumar para cima de quem não fuma e a acusar os que não pensam como ele – leia-se os que não são próximos do PS – de demagogia.

 

Agora, na sua versão falante, atira contra os Homens da Luta, gesticulando com o papão alemão. Depois de ressalvar que não vê o Festival (a sério?) explicou que os eleitores de Frau Angela Merkl não vão gostar nada do tema escolhido por portugueses. No fundo, uma variante do Podes casar com quem quiseres desde que seja com o primo Joaquim.

 

De seguida, casca na manifestação de dia 12 de Março convocada pela Geração à Rasca mas confunde tudo. Acusa-os de serem demagogos e de defenderem o fim dos políticos.

 

A SIC exibe Miguel Sousa Tavares em horário nobre, depois de ter lutado com a TVI pelo direito a ter os seus comentários. Com ligeireza e aquele ar de superioridade enfadada a que habituou o vulgo, informa os espectadores sobre os seus ódios.

 

Desta vez, acabou previsivelmente a condenar a manifestação de 12 de Março mas misturou a mal identificada manifestação 1 Milhão na Avenida da Liberdade pela Demissão de Toda a Classe Política com a da Geração à Rasca.

 

Como jornalista que é talvez valesse a pena fazer um bocado melhor o trabalho de casa. Todos podemos errar, mas misturar alhos com bugalhos contribui pouco para informar. Da última vez que incautamente olhei acho que o principal objectivo do jornalismo era esse.


mais sobre mim
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO