15
Nov 16
publicado por Tempos Modernos, às 12:18link do post | comentar

No pico da luta dos taxistas com a Uber, João Matos Fernandes, o ministro do Ambiente, disse que a Uber não é uma operadora de transportes.

 

É caso para lhe perguntar então o que é que a Uber está sendo se não uma operadora de transportes?

 

Pouco depois, Vieira da Silva, ministro da Solidariedade, recusou pôr robôs a pagar segurança social pelos trabalhos que destroem, uma ideia que ouviu da boca do Reitor da Universidade de Coimbra:

 

"Num ambiente em que a geração atual deve pagar as pensões daqueles que estão aposentados, então nos casos em que objetivamente a máquina substitui as pessoas, essa máquina deve contribuir para as pensões dos que estão aposentados"

 

Abrem-lhe caminhos para continuar a manter um sistema público e universal de segurança social e o ministro recusa sequer considerar a hipótese, que a robotização do emprego, disse, faz parte do processo de modernização competitiva das empresas. Vieira da silva chega ao ponto de se preocupar com eventuais gastos da empresa com a fiscalidade, como se não poupassem o suficiente na eliminação de postos de trabalho,

 

Não se vai muito longe com este tipo de raciocínio tão amigo da desregulamentação e da supressão dos humanos.


09
Dez 12
publicado por Tempos Modernos, às 15:31link do post | comentar | ver comentários (1)


 

(Foto: foxnews.com)


The Daily, publicação maravilha lançada em exclusivo para o iPad, em 2011, fechou há dias por decisão da News Corporation, grupo de Rupert Murdoch.

 

Embora nada mais se diga, a decisão parece ter-se devido "à falta de sustentabilidade a longo prazo". Ou seja, fazendo fé no comunicado, o encerramente não foi por causa de prejuízos actuais, mas sim pelas baixas perspectivas de lucros futuros. De qualquer forma, nunca ninguém disse que se podia conjugar o nome Rupert Murdoch e consciência social no mesmo parágrafo.

 

Embora o próprio negue ter tido conhecimento do que se passava, funcionários de Murdoch no News of the World ou no The Sun agiram de modo criminoso, subornando fontes e fazendo escutas (aqui e aqui). E, em princípio, qualquer projecto de comunicação do magnata da comunicação australiano que venha a encerrar é uma benção para o jornalismo, para o ambiente, para a humanidade.

 

A situação não é nova. Possivelmente o jornalismo não será menos livre do que foi no passado. Mas existe escassa percepção pública de que os grandes empresários do sector são um dos problemas do jornalismo actual. Aqui, promove-se uma ideia, os jornais para o iPad, como sendo o mais risonho futuro. Acolá, diz-se que o que existe pertence ao passado e que nenhum jornalista pode estar seguro.

 

Mas embora gente como Murdoch tenha o dinheiro para contratar (e despedir) gente, criar e destruir projectos, não parece que ele e os seus gurus da comunicação social estejam a mostrar grande clarividência empresarial. Da ética, é o que se sabe.


30
Mar 12
publicado por Tempos Modernos, às 11:28link do post | comentar | ver comentários (1)

 

Na hora da morte, Steve Jobs foi incensado por milhões de seguidores, em todo o mundo.

 

Defendido como se se tratasse de um profeta.

 

A ninguém se permitiu que se lhe relativizasse a genialidade, lembrando facetas menos agradáveis.

 

Só que o mais risonho futuro tecnológico junta-se ao mais tenebroso passado de exploração.

 

No fundo, trata-se de uma viagem ao interior de uma seita.

 

Com um lado tão negro que até viola leis chinesas - aquelas com que os governantes portugueses e europeus querem competir.


05
Mai 11
publicado por Tempos Modernos, às 23:57link do post | comentar

Este post do dia 1 de Maio é apenas demonstrador de como aparentando neutralidade ideológica a Google toma partido.


01
Mai 11
publicado por Tempos Modernos, às 12:32link do post | comentar

 

Recorda-me o Google que hoje, dia 1 de Maio, é o dia da Mãe


mais sobre mim
Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO